Notícias

Gestão Municipal

Busca

ASSUNTOS

AGENDA DO PREFEITO

<
<
<
abril - 2017
>
>
>

  • D | S | T | Q | Q | S | S
 

Secretário de Finanças de Goiânia fala aos vereadores

Escrito em 19/04/2017 11:52
Oseias Pacheco foi à Câmara responder aos questionamentos quanto à situação financeira da Prefeitura

O secretário municipal de finanças, Oseias Pacheco, esteve hoje, 19, na Câmara Municipal de Goiânia, oportunidade em que falou aos vereadores sobre a situação financeira do município. O convite partiu do vereador Elias Vaz (PSB) e foi prontamente atendido pelo secretário, que disse estar sempre pronto para atender tais soliciações, já que a transparência dos atos da administração é uma das marcas da gestão Iris Rezende.

Em sua fala, Elias Vaz disse ter recebido informações de que a prefeitura teria R$ 369 milhões em caixa. Já Oseias Pacheco fez questão de ressaltar o estado de penúria financeira em que recebeu as finanças da prefeitura. Ele lembrou que o déficit no caixa era de aproximadamente R$ 360 milhões em 31 de dezembro, formados por dívidas imediatas inscritas na rubrica restos a pagar. Pacheco disse que a prefeitura tem hoje em caixa algo em torno de R$ 200 milhões, mas que só a folha dos servidores do mês de abril chega a R$ 220 milhões. “A prioridade tem sido a folha de pagamento e os encargos sociais”, afirmou.

Pacheco negou que a prefeitura esteja fazendo caixa pra obras de infraestrutura e diz que a preocupação agora é buscar o equilíbrio nas contas, cujo déficit mensal era de R$ 31 milhões mensais no início da gestão. “Nós herdamos muitas dívidas e estamos estudando formas para saldá-las. Não sabíamos que a máquina administrativa estava tão deteriorada assim. Mas já pagamos muitas dívidas”, pontuou o secretário. O secretário lembrou que os repasses dos consignados referentes ao ano de 2017 estão em dia e que a prefeitura está negociando o repasse dos atrasados com os bancos.

Sobre a alegação do vereador Elias Vaz, de que serviços essenciais como educação e saúde estariam sendo negligenciadas, Oseias Pacheco lembrou os avanços nessas áreas e disse que as verbas dessas pastas possuem vinculações específicas e citou o chamamento de cerca de 2 mil concursados da Educação e as ações da secretaria de Saúde que, atendendo recomendação do TCM, adequou os contratos de credenciamentos de médicos para a rede muncipal de saúde a fim de que sejam garantidos pelos menos 5 profissionais de 3 especialidades diferentes em cada posto de saúde da Capital.

Cloves Reges, da Diretoria de Jornalismo - Secretaria Municipal de Comunicação (Secom)
Voltar