Notícias

Gestão Municipal

Busca

ASSUNTOS

AGENDA DO PREFEITO

<
<
<
julho - 2017
>
>
>

  • D | S | T | Q | Q | S | S
 

Horta comunitária estimula alimentação saudável entre crianças do Cras Curitiba

Atualizado em 12/07/2017 09:02
Durante atividade, as crianças aprendem a importância da alimentação rica em frutas, legumes e verdura para a manutenção da boa saúde

Com o objetivo de desenvolver práticas e hábitos alimentares saudáveis, o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Curitiba desenvolve nas dependências da unidade o projeto Horta Comunitária. O Cras é uma unidade vinculada à Secretaria Municipal de Assistência Social. O projeto interage com a participação de 55 crianças e adolescentes inseridos no grupo do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).

O trabalho é desenvolvido pelo instrutor Donizete Rosa Pires, que faz o acompanhamento junto aos integrantes, ensina como fazer o canteiro e a sua manuntenção. Também sao ensinadas as técnicas de plantio e cultivo de verduras, legumes e hortaliças em geral, além de orientações referentes à compostagem e a conservação de recursos naturais. Na horta, são plantadas rabanetes, alface, couve, cebolinha verde , quiabo, coentro e mostarda. Além de exercer a prática do plantio em hortas, os participantes recebem aulas teóricas com três nutricionistas da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), com uma breve introdução sobre as mais variadas espécies de hortaliças, valores nutritivos e modo de preparo na alimentação.

No projeto Horta Comunitária, as crianças aprendem a importância da alimentação rica em frutas, legumes e verdura para a manutenção da boa saúde. As hortaliças colhidas são preparadas nas refeições diárias das próprias crianças e adolescentes, além dos idosos atendidos pela unidade. O projeto acontece toda terça-feira em dois períodos, matutino, das 8h às 10h e vespertino, das 14h30 às 16h.

A titular da Semas, Márcia Carvalho, ressalta a importância do projeto. “É fundamental que as crianças saibam de onde vêm os alimentos e da importância de uma alimentação saudável. A atividade também as estimula a comer as hortaliças e as verduras que elas mesmas cultivaram

Roberta Amorelli, da editoria de Assistência Social









Voltar