Notícias

Gestão Municipal

Busca

ASSUNTOS

AGENDA DO PREFEITO

<
<
<
agosto - 2018
>
>
>

  • D | S | T | Q | Q | S | S
 

Gari faz 10 horas de embaixadinhas e lança desafio

Escrito em 15/05/2018 12:11
Após 20 anos sem treinar, servidor da Comurg mostrou habilidade com os pés e de forma improvisada fez 80 mil toques sem parar

O servidor Edimilson Pereira Cirqueira, 35, que trabalha na Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), quer lançar desafio de embaixadinha. A ideia surgiu após, de forma improvisada, ficar quase 10 horas ininterruptas com a bola nos pés, totalizando 80 mil toques. Ele espera que alguém aceite o combate nessa modalidade seguido das mesmas regras praticadas por ele.

A habilidade com os pés começou ainda na adolescência. Aos 13 anos, enquanto brincava com uma turma de amigos, resolveu controlar a bola e conseguiu 24 mil toques em três horas ininterruptas, sem deixá-la cair. Ele trabalha na limpeza e urbanização de Goiânia há sete anos, e com apenas três meses de treinamento conseguiu números de toques expressivos como amador.

O esporte é uma das motivações que ele encontra para cuidar da família e trabalhar. Mesmo não podendo se profissionalizar como jogador de futebol, o gari mantém o sonho de brilhar com a bola nos pés, mesmo que seja fazendo embaixadinhas.

A modalidade mais conhecida de embaixadinha é o freestyle. Nessa categoria, o jogador pode controlar a bola com qualquer parte do corpo, exceto com as mãos e braços. No entanto, Edimilson garante que essa modalidade é mais fácil, diferente da que ele pratica, que exige mais do atleta. “A diferença é que eu bato balõezinhos sem parar e no frestyle a pessoa descansa”, conta.

No começo, ele conta, só queria impressionar os companheiros, mostrando habilidade e equilíbrio com a bola. “Mas vi que tenho talento e quero muito entrar para um combate e aprimorar mais minhas técnicas”.

Para o Edimilson, além de ser um ótimo exercício que trabalha grupos musculares das pernas e abdominais, essa é uma forma também de trabalhar sua concentração mental.

“Depois de muito tempo, eu só treinei poucos meses e consegui fazer um terço do que o Ricardinho, atual rei das embaixadinhas, consegue”. Edimilson está motivado e pretende tentar bater a marca do seu ídolo, quem sabe até desafiá-lo.

Ricardo Silva, o Ricardinho, entrou para Guinness Book, o livro dos recordes, e conquistou fama mundial nessa modalidade. Seu recorde é de 31 horas com a bola nos pés sem cair, período em que completou 608 mil toques. O título veio no fim do ano passado, em dezembro, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia.

Silvio Sous, da editoria de Urbanização.
Foto: Luciano Magalhães


Voltar

Endereço: Av. do Cerrado n° 999 Bl.'F'  - APM 09 - Park Lozandes - Goiânia/GO - CEP: 74884-092

Fones: 3524-1000  /  3524-1001

          3524-1002  /  3524-1003